Tools
Jul 4
Síntese do debate da CTA-AMECON sobre a depreciação do Metical face ao Dólar Norte-Americano

O Metical tem vindo a depreciar em relação ao Dólar Americano, causando sérios problemas na economia nacional. Face a esta situação, o Banco de Moçambique interveio, no Primeiro Trimestre, no Mercado Cambial, em 400 Milhões de Dólares Norte-Americanos, valor superior ao disponibilizado no período homólogo. Contudo, o comportamento cambial não se alterou. Na fase actual em que se encontra a nossa economia, para além de alavancar somente as receitas de exportadores que não usam muitos insumos importados na sua produção, ela diminui significativamente o valor de moeda externa disponível, uma vez que o exportador necessitará de menos dólares para fazer face às despesas que possui em moeda nacional (pagamento de impostos, pagamentos de salários aos trabalhadores nacionais e outras despesas denominadas em moeda nacional). A depreciação do metical não atrai imediatamente a entrada de divisas no País, porque o nosso país não possui liquidez razoável de activos líquidos transaccionados no mercado de capitais que sejam apetecíveis ao investidor estrangeiro. A depreciação do Metical está, obrigar, também, à reconfigurações nas contas das empresas registadas em Moçambique, uma vez que têm de reclassificar o seu Activo e Passivo, de modo a reflectir o valor real dos itens inscritos no Balanço e Mapa de Resultados.

Do debate entre economistas e homens de negócios sobre o actual comportamento do metical, uma das conclusões a que se chegou foi que a especulação tem vindo a ser um dos grandes determinantes do comportamento cambial. Sendo assim, a intervenção do Banco de Moçambique é importante e não deve restringir-se às operações cambiais, de venda e compra de divisas, mas também em medidas para regular o mercado e reduzir a sua exposição à especulação. Outros factores, como a falta de desembolsos devido a não aprovação do Orçamento do Estado, bem como alguma tensão que se gerou devido os discursos políticos e os raptos, originando algum apetite ao repatriamento de capitais, terão influenciado o comportamento do Metical.

É necessário alertar aos intervenientes do mercado (exportadores, importadores e aos bancos comerciais) que a qualquer momento o Banco de Moçambique poderá tomar medidas legais apropriadas para corrigir as expectativas especulativas do mercado, tendo em conta a particularidade da nossa economia. Em contrapartida, e devido à incapacidade de substituição imediata da importação pela produção interna, a procura pela moeda estrangeira tende a não alterar, agravando assim a posição do Metical se o Banco de Moçambique não contrariar as expectativas.

Por fim, é necessário debater-se, profundamente, sobre o regime cambial que Moçambique deve seguir.

Consulte a apresentação sobre Flutuações Cambiais Recentes em Moçambique aqui.

 
Projecto-Lei das Autarquias Provinciais

Quarta-Feira, dia 15 de Abril de 2015 às 17h
Local: Sede da Amecon

No seguimento do convite endereçado à AMECON, vem esta, pela presente, convidar os ilustres membros a participar no debate que irá ter lugar no dia 15 de Abril de 2015, às 17h, na Sede da AMECON.

Para mais informações queira consultar os links infra.

Participe neste evento e ajude a desenvolver Moçambique.

 
VIII Conferência Anual de Economistas

Sexta-Feira, dia 23 de Novembro de 2012
Local: Hotel Rovuma

A AMECON – Associação Moçambicana de Economistas, organiza na sexta-feira dia 23 de Novembro no Hotel Rovuma a sua VIII Conferência Anual de Economistas com o lema DESAFIOS PARA O CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO DE MOÇAMBIQUE.

Estes conferências são históricas e têm por objectivo analisar o passado, presente e futuro de vários sectores de actividade, bem como analisar as forças e também as actuais fraquezas a economia Moçambicana de modo a trazer soluções para garantir crescimento da economia e desenvolvimento económico, proporcionando melhor qualidade de vida aos seus cidadãos e a quem vive e visita Moçambique.

Esta conferência conta, entre outros, com a participação especial de S. Excia. Armando Guebuza, Presidente da República de Moçambique, tanto na Conferência (Hotel Rovuma), como no Jantar de Gala (Hotel Girassol Indy, Congress Hotel and Spa). O Jantar de Gala será mediante inscrição prévia para os e-mails Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar , Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar e Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar .

Com vista a enriquecer o debate, a Associação Moçambicana de Economistas decidiu juntar académicos, políticos e gestores de topo de empresas estratégicas a analisaros “desafios para o crescimento e desenvolvimento económico de Moçambique”.

A AMECON disponibiliza a inscrição electrónica para a Conferência através do link http://amecon.gesventure.pt. Neste mesmo link, especialmente dedicado a VIII Conferência Anual de Economistas, encontrará informações relevantes sobre o evento, como o programa, biografias dos oradores, e mais.

Esta conferência é destinada a economistas, gestores e profissionais de ramos afins, académicos, decisores políticos e empresariais, estudantes dos curos das Ciências Económicas e todos os que se interessem por economia e desenvolvimento, conforme programa anexo ao site.

Participe neste evento e ajude a desenvolver Moçambique.

 
Palestra "Desafios para a Economia Moçambicana"
Com apresentação do Sr. Dr. António Franco

Quarta-Feira, dia 07 de Dezembro de 2011, às 17:00h
Local: Hotel VIP (entrada livre)

Associação Moçambicana de Economistas (AMECON), em parceria com a USAID, têm a honra de convidar os Economistas, Gestores de Empresas, Estudantes, a Sociedade Civil e todos os interessados a participarem na palestra.

A entrada é livre – Email: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar www.amecon.co.mz – Telefone: 21 48 53 07 – Fax: 21 49 27 39

 
Palestra "Reformas Económicas para o Desenvolvimento e Criação de Emprego: A Experiência da Geórgia"

Proferida por: Dr. Aleksi Aleksishvili, ex-Ministro das Finanças e ex- Ministro do Desenvolvimento Económico da Geórgia

9 de Junho de 2011, 17h30
Local: Hotel Polana (entrada livre)

Associação Moçambicana de Economistas (AMECON), em parceria com a CTA e USAID, têm a honra de convidar os Economistas, Gestores de Empresas, Estudantes, a Sociedade Civil e todos os interessados a participarem na palestra sobre o tema.

Continuar...
 


Página 1 de 2

Fundada em 12 de Abril de 1997 a Associação Moçambicana de Economistas tem como finalidade
"Promover o desenvolvimento das actividades económicas Moçambicanas e, em especial, dos seus associados nos domínios técnico, económico, comercial, associativo e cultural".